Últimas Notícias

Em reunião com subsecretária, presidente cobra gratificações, atualização e pagamento do Redaf

23/01/2018 17h01 - Atualizado em 23/01/2018 17h37

Na manhã desta terça-feira, 23, o presidente João Paulo Coelho cumpriu agenda na Sefaz, em reunião com a subsecretária, Dilma Caldeira, que responde interinamente pela pasta. O Ressarcimento de Despesas da Atividade Fiscal (Redaf) e as gratificações para os cargos de chefia foram os assuntos discutidos durante o encontro.

Coelho comentou o impasse que impede a categoria de receber gratificações ao ocupar cargo de chefia. “São funções complexas que exigem grande responsabilidade, no entanto, o redutor constitucional impede que a remuneração corresponda ao esforço empenhado pelos colegas”, ponderou. Para o presidente, transformar gratificações em verbas indenizatórias solucionaria a questão de forma rápida. “A atualização do texto constitucional estadual em relação ao teto salarial seria a solução ideal, mas enquanto isso não for feito, o pagamento de gratificações como verba indenizatória amenizaria o problema”.

Ao repercutir o encontro com o secretário da administração, comentando o compromisso de Geferson Barros em levar a pauta da atualização do Redaf ao governador Marcelo Miranda, Coelho pediu apoio às negociações que irão tratar da atualização do beneficio no Palácio Araguaia, o que deve fazer com que o ressarcimento tenha publicação junto com a data base de 2017.

Outra questão levantada pelo presidente do sindicato foi o pagamento do Redaf referente ao mês de Janeiro, que segundo Dilma, será regularizado "o mais breve possível". Coelho alertou para os atrasos na regularização, que deve ser feita dentro de cada mês. “Como temos um mês em atraso, é preciso que sejam feitos dois pagamentos num mesmo período, evitando que se forme uma bola de neve”. Apesar de alegar dificuldades administrativas, a subsecretária classificou o Redaf como prioridade e reconheceu os resultados positivos da arrecadação, mostrando interesse em solucionar a questão.