Palavra do Presidente

Sindifiscal presta homenagem à Palmas em seus 31 anos de história

20/05/2020 13h32 - Atualizado em 22/05/2020 13h11

Para quase todos nós, os 30 e poucos anos representam uma fase da vida em que os excessos e os desfrutes da juventude começam a se tornar lembranças de um passado recente em que o corpo, mais forte e disposto, ainda suportava exageros, e nossa alma ainda meio imatura negligenciava certos deveres e compromissos. Depois dos 30 as costas começam a doer com o peso das responsabilidades nos ombros e o futuro começa a exigir planejamentos mais consistentes e responsáveis.

Aos chegar aos 31 anos, Palmas é como essa pessoa que está deixando para trás a insegurança dos 20 e poucos anos e passa a vislumbrar um futuro com necessidades mais concretas. Para além da analogia: “ser humano X cidade”, ainda que muitos a considerem um organismo vivo, devemos admitir: nossa capital, em si mesma, encerrada em seus limites geográficos, quadras, plano diretor, não possui uma consciência que a faça perceber como um ser entrando na fase da maturidade. A consciência dessa cidade somos nós, seus habitantes.

Logo, a percepção de que o futuro da nossa capital exigirá mais dela, passa pela consciência de todos nós, seus cidadãos!

Todos nós, crianças ou sexagenários, novatos ou anciãos, estamos entrando ou reentrando na fase dos 30 e poucos anos juntamente com Palmas. É tempo de dar um tempo… parar e refletir no tipo de cidade que queremos para os próximos anos e como iremos formatá-la.

Ainda há tempo. Os 30 e poucos anos concedem o benefício do nem-tão-lá, nem-tão-cá. Nem velha demais, que os maus hábitos tenham se tornado vícios incorrigíveis, nem tão jovem, que as irresponsabilidades não possam ser consertadas. Jovem e promissora, por 3 décadas Palmas gestacionou sonhos. Agora, ela é a mãe que, tendo vivido conosco e percebido nossas falhas, passa a nos exigir responsabilidade.

Nós do Sindifiscal, como toda pessoa e entidade que se consolidou nessa cidade, temos nossa história intrinsecamente ligada à de Palmas. Somos um pouco mais jovens. Nosso sindicato chega aos 25 anos em 2020. Ainda assim, convocamos aos nossos mais de 500 filiados, bem como todos os habitantes dessa cidade a uma profunda reflexão neste 20 de maio: qual é a Palmas que queremos para o nosso futuro e qual nosso papel nesse processo de desenvolvimento?

Ainda há tempo. Ainda são 30 e poucos anos. Logo serão quase 40, depois, meio século e por aí em diante. Os defeitos e erros passarão a ser mais difíceis de se corrigir.

O Sindifiscal parabeniza Palmas por seus 31 anos, desejando profundamente sabedoria e responsabilidade a todos os cidadãos que fazem parte dessa cidade pujante e promissora , especialmente no momento delicado de crise que estamos atravessando.

Parabéns, Palmas! Parabéns a todos nós, palmenses!
 

Santiago de Almeida
Presidente do Sindifiscal