Destaques Nacionais

Reforma tributária vai mudar IR e criar imposto único, indica Guedes

09/08/2019 14h33 - Atualizado em 09/08/2019 14h55

O governo Bolsonaro quer apresentar texto próprio de reforma tributária para tramitação no Congresso Nacional ainda na semana que vem.

A proposta do ministro da Economia, Paulo Guedes, vai ser uma mescla entre os projetos que já tramitam no Congresso.

O texto do governo vai ser composto de um tripé que inclui a reforma do Imposto de Rendapara pessoas físicas e jurídicas, a desoneração da folha de salários e a criação do IVA federal, um imposto único que substituirá PIS, COFINS, IPI e parte do IOF.

Paulo Guedes afirmou nesta quinta-feira (8), durante evento em São Paulo, que a intenção do governo neste momento é excluir tributos estaduais e municipais da reforma.

Mais cedo, no mesmo evento, o secretário da Receita, Marcos Cintra, reforçou que a decisão de não propor agora um imposto nacional único poderia prejudicar o andamento da reforma no Congresso. Cintra ainda ressalta que o projeto pretende simplificar impostos, mas deixa claro que não haverá queda na arrecadação.

Já o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, tem a convicção de que a proposta apresentada na Casa pelo deputado Baleia Rossi é a melhor opção e que terá apoio dos governadores.

Maia pondera, no entanto, que é importante compreender qual texto deve gerar maioria nas duas casas. O presidente da Câmara ainda acredita que a reforma tributária pode avançar nos próximos três meses. Ele entende que a reforma tributária envolve mais atores que a previdenciária e, por isso, deve ser mais complexa.

Fonte: Jovem Pan